Domaine Paul Pernot

Voltar

Paul Pernot começou a trabalhar nas vinhas com apenas 14 anos, começou o seu Domaine em 1959 com cerca de 10 hectares de terra que já eram propriedade de sua família durante quase 200 anos – embora grande parte não fosse plantada com vinhas até aquele momento. O bisavô de Paul era um négociant que morava em Puligny. Paul está com quase 70 anos, e está sendo sucedido por seus filhos Paul e Michel já há alguns anos, e a uma nova geração já está sendo preparada para os negócios, com sua neta Alvina.

O Domaine é conhecido por seus brancos, mas também possuem algumas parcelas importantes para a produção de vinhos tintos, que foram adquiridos principalmente pelos filhos de Paul – são parcelas pequenas, que produzem apenas 2 a 4 barris de vinho em uma safra “normal”. Apesar do tamanho do Domaine, seus vinhos não são tão fáceis de encontrar, pois eles têm muito orgulho de seu longo relacionamento com a Maison Joseph Drouhin, e grande parte de sua produção é dedicada ao fornecimento de vinhos para eles.

Hoje o Domaine tem cerca de 23 hectares, divididos entre os herdeiros de Paul Pernot. A idade das vinhas varia, as parcelas 1er Cru e Grand Cru são muito antigas, foram plantadas na década de 50 por Paul e se encontram em excelente estado. Para as denominações regionais mais recentes a idade das vinhas é de 35 anos em média.

O cultivo é lute raisonée, onde a vegetação natural cresce livremente junto as vinhas, e em algumas parcelas essa vegetação é podada e controlada sem o uso de herbicidas. As vinhas são trabalhadas por uma experiente equipe, a maioria com mais de 25 anos de trabalho na propriedade.

Na cave, para os brancos, 4 horas depois de realizar uma prensa pneumática, é feita a débourbage e depois é feita a transferência dos sucos para os barris, onde é feita a fermentação. Após a fermentação alcoólica e malolática, é feita uma nova soutirage, o vinho é refinado e filtrado ligeiramente antes do engarrafamento.

Para os o processo é mais ou menos o mesmo. É feito o desengaço das uvas, depois uma pequena maceração de apenas 10 dias em tanques de concreto. Quase nunca há filtragem e tudo é engarrafado no início do verão.

Os vinhos da família Pernot em Puligny-Montrachet são conhecidos em todo o mundo pelo estilo clássico de Puligny e Bâtard. Têm rica concentração e fruta, mas o mais importante, uma boa acidez que lhes permite envelhecer com elegância e harmonia.

Nenhum produto encontrado. Experimente realizar uma busca por um termo diferente



Você pode gostar desses produtos


X
Tudo certo

Vinho Adicionado ao carrinho

Ver Carrinho
Continuar Comprando