Garrada do vinho Meursault 1er Cru Perrieres
R$2.243,00
R$1.906,55


Vinho: Les Perrières é um dos melhores 1er Crus de Meursault, fazendo divisa ao sul com Les Charmes, também um dos mais conceituados 1er Crus desta AOC.

No século XIX, Dr. Lavalle – autor de um dos mais profundos estudos das vinhas e os grandes vinhos da Cote d’Or – escreveu que: “Les Perrières ficava atrás somente de Montrachet em toda a Cote d’Or”, e hoje é tida como o “Grand Cru” de Meursault (lembrando que Meursault não possui vinhedos Grand Cru).

A principal característica deste terroir é a presença significativa de pedras. A proximidade de uma antiga pedreira não é, portanto, uma coincidência. O teor de argila é baixo e a rocha mãe às vezes é exposta. Essas características possibilitam a produção de vinhos ricos, poderosos, minerais e precisos.

O Domaine Heitz-Lochardet cultiva duas parcelas localizadas em Meursault Perrières du bas, com extensão de 0,7 Ha. A idade das vinhas é de 40 a 60 anos, com rendimento de 45hl/ha.

Sobre a safra de 2019, Armand Heitz comenta: “uma safra um pouco tardia com a floração ocorrendo no início de junho. Durante a floração o clima estava fresco o que levou a Chardonnay a um fenômeno descrito como Coulure – uma falha no desenvolvimento das uvas após a floração. Um verão escaldante com apenas 226mm de chuva indica uma safra mais seca que 2003!

O outro desafio desta safra foi o oídio, uma doença fúngica, que obrigou os produtores a usarem intervenções e tratamentos constantes, mas sem poder usar o enxofre, já que seu uso prolongado queima as uvas.

As condições climáticas sempre determinam o estilo da safra e com as características de 2019, Armand e seu time decidiram começar a colheita em 9 de setembro e constataram os altos níveis de ácido tartárico já que o málico derreteu com o excesso de sol. Com níveis de açúcar superiores a 13% o ácido tartárico também trabalha para reequilibrar o vinho.

Produção: As uvas colhidas a mão são fermentadas com a maior parte dos engaços – pois para Armand Heitz a essência de um vinho deriva da totalidade das vinhas, desde as raízes até as folhas, os engaços, cascas e polpa – em barricas de carvalho e completa a fermentação malolatica.

Após este período madura em barricas 20%-40% novas por 11 meses com agitação das borras para maior contato.

Notas de degustação: Um nariz com muito a dizer, com profundidade e complexidade de aromas típicos da apelação de Meursault, notas de frutas brancas e madressilva, na boca tem energia e corpo, com uma excelente trama mineral e salivante acidez, com um leve final de especiarias, longo e extremamente prazeroso. Grande vinho!

Burghound: Uma ampla gama de elementos cítricos adiciona frescor aos aromas lindamente em camadas de chá floral e exótico. Os sabores atrevidos e quase dolorosamente intensos de peso médio exalam mineralidade evidente no acabamento finamente detalhado, seco e jovem e austero que exibe um comprimento excepcional. Esta beleza é bastante compacta no momento e um vinho que deve envelhecer graciosamente por anos. Em uma palavra, Excelente! 93 / Outstanding

Potencial de guarda: 10+ anos

Outras informações: Rolha / TS:  1,7 g/l / TA: 82,9 meq/l / SO2: <0,8 g/l

Região

Borgonha

Álcool

13,5%

Safra

2019

Uva

Chardonnay

R$2.243,00
R$1.906,55